Como aplicar a gestão de projetos na Engenharia Civil

By | fevereiro 25, 2019

Parte essencial do trabalho de um engenheiro civil é lidar com planejamentos. Além de desenvolver todas as etapas específicas de um projeto de construção, nas quais o profissional se capacita durante a graduação, é imprescindível que um engenheiro também saiba lidar com os fundamentos da gestão de projetos.

Afinal, é através de um bom gerenciamento que se entrega um produto final perfeito ao cliente: a obra consolidada.

Apesar disso, é difícil encontrar um engenheiro civil que domine o conhecimento avançado em gestão de projetos. E ter essa habilidade no currículo é uma segurança a mais para quem contrata os serviços do seu escritório de engenharia. Ao tratar de negócios com um profissional experiente em gerenciamento e planejamento, diminui-se as chances de erros e dores de cabeça até a conclusão do projeto.

As vantagens de adotar o gerenciamento de projetos são muitas, entre elas:

  • A redução de custos, devido ao planejamento que evita desperdícios e gera economia para a obra
  • Evita situações de risco
  • Maior controle geral sobre as etapas da obra

Elencamos aqui, de forma resumida, as principais etapas que permeiam uma boa gestão de projetos. Use-as para direcionar o seu trabalho e garantir maior produtividade no canteiro de obras e no escritório de engenharia.

Quer ver as melhores vagas de emprego para Engenheiro Civil? Então conheça nossa Plataforma de Conexão e encontre vagas de emprego com o seu perfil em sua cidade.

1. Planejamento

O planejamento é a parte mais importante de qualquer projeto. É nesse documento que o engenheiro deve definir o objetivo da obra e os elementos para atingi-lo. Além do tipo de obra que se espera ter como resultado final, o planejamento deve estipular as etapas do projeto – como pré-obra, projeto arquitetônico, fundação, projetos elétricos, hidráulicos, entre outras. Para cada uma dessas obras, o ideal é planejar os seguintes tópicos:

  • Prazos: em quanto tempo a etapa deve ser concluída? Qual a estimativa para conclusão e para eventuais atrasos?
  • Custos: qual é o custo total dessa etapa da obra? Ao definir o orçamento para cada uma das etapas, fica mais fácil ter uma visão do custo total do projeto.
  • Mão-de-obra: quem é a equipe responsável por executar cada uma das etapas? Os funcionários estão cientes de suas metas e dos prazos? É preciso contratar mão-de-obra de fora para executar o projeto dentro da data estipulada?
  • Equipamentos e materiais: quais são os artefatos e materiais necessários para realização da obra? Tenha certeza de que tudo será listado em quantidades exatas, para evitar atrasos e despesas de última hora.
  • Segurança: existe um plano de segurança e emergência para os trabalhadores e para obra?    

Esses são os tópicos principais que devem permear um planejamento. Você pode adaptá-los e inserir outros conforme a demanda do seu projeto. Para desenhar um projeto em ambiente digital, indicamos ferramentas especializadas em gestão de projeto. Com elas, a apresentação do planejamento e o acompanhamento das ações ficam muito mais fáceis de serem visualizados. Para aprender mais sobre o MS Project, uma das ferramentas mais usadas em todo o mundo para o gerenciamento de projeto, clique aqui.

2. Gestão em tempo real

Depois de ter um projeto bem desenhado, é necessário acompanhar o andamento de cada uma de suas etapas. Não é preciso apenas estabelecer os recursos; um bom gestor faz um acompanhamento eficiente da utilização de recursos, sejam eles humanos ou materiais. A gerência minuciosa de um projeto ajuda o engenheiro a lidar com imprevistos de forma a não prejudicar os prazos e orçamento estabelecidos.

É importante reunir a sua equipe e apresentar a ela o planejamento em detalhes. Depois, fazer reuniões esporádicas para acompanhar o avanço do trabalho dos times envolvidos. Garanta que todos estão na mesma página quanto aos procedimentos e objetivo final. Ouça as pessoas que estão diretamente implicadas na obra, levante possíveis conflitos e problemas e resolva-os o mais rápido possível.

Com um acompanhamento diário ou semanal, você não deixa escapar nada sobre o seu projeto; e ainda faz uma ótima gestão de pessoas e de obra.

3. Envolva-se com a Gestão de Projetos

Já deu pra perceber que a gestão de projetos não é coisa fácil. Ela demanda muita atenção, paciência e trabalho para ser executada e concluída com sucesso. O gestor não pode deixar passar uma informação sequer, se o que deseja é um produto final de qualidade. Mas para que isso aconteça, as dicas acima não bastam. É preciso ter um conhecimento avançado na arte de gestão de projetos.

O curso Fundamentos da Gestão de Projetos é indicado para quem quer desenvolver novas habilidades e ter êxito em obras. Com ele, você aprende todas as habilidades que um gerente de projetos precisa ter para liderar uma equipe; conhece as ferramentas e templates para aplicar de imediato na sua empresa ou na empresa em que você trabalha.

As aulas também possuem um conteúdo que soluciona as principais deficiências das empresas atualmente no mercado, ensinando o passo a passo para planejar projetos com precisão, gerencia sua execução, aumentar a produtividade, reduzir custos, eliminar horas extras e como, consequência, aumentar o lucro dos negócios.

Além disso, você aprende os principais pontos sobre a gestão de risco; e ainda ganha um curso completo sobre MS Project, a ferramenta que citamos acima e que é a mais usada para planejar e gerenciar projetos. É a sua vez de criar planos profissionais bem sucedidos usando técnicas especiais. Acesse já e torne-se um profissional completo para o ramo da engenharia civil!

Quer ver as melhores vagas de emprego para Engenheiro Civil? Então conheça nossa Plataforma de Conexão e encontre vagas de emprego com o seu perfil em sua cidade.

Avatar

Uma Plataforma de Conexão entre Engenheiros e empresas de Engenharia.